"Montanha Cega"

"Montanha Cega"

Claro que um filme possui suas diversas faces, que se multiplicam em outras várias possibilidades de interpretações subjetivas para cada uma daquelas. “Montanha Cega” é um destes filmes. Traça problemas sociais, culturais e políticos, dentre outros.

O nosso ponto de vista é aquele relativo à criminalidade e, neste filme chinês, pudemos verificar o ataque ao psicológico de uma pessoa até o momento da ocorrência de uma tragédia.

Bai Xuemei é esta vítima que, em um dia, acaba por fazer de alguém outra vítima (pseudovítima ou “vítima imaginária”). Sua boa educação, cultura e bondade para com o próximo vão sendo minados paulatinamente, e o outro lado do “humano” aparece.

Faz-nos lembrar as causas da criminalidade, estando entre estas as razões psicológicas e culturais para tanto. Questões que vão muito além de uma mera “legítima defesa” tecnicista. A pergunta que nos fica: poderia Bai ser julgada e condenada? A falta de busca pelas razões e emoções quando do cometimento de um ato nos levaria a um imediato e equivocado “sim”.

Abaixo, a sinopse:

“Uma jovem mulher é raptada e vendida a um homem que mora nas montanhas, como uma noiva por encomenda. Ela se recusa a aceitar a situação e tenta fugir diversas vezes, mas a comunidade interiorana apóia a prática e tenta convencê-la a ficar. Aos poucos, ela firma amizade com primo de seu marido, e planeja uma nova fuga. O relacionamento deles se intensifica, levando ao amor e conflito.”

ASSISTA AO TRAILER: https://www.youtube.com/watch?v=aJ0aUmjR5Jc

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!